domingo, outubro 17, 2010

Naquele dia

Sim, era Oswaldo Montenegro que eu ouvia enquanto chorava...
Naquele dia eu estava ainda mais frágil.
Naquele momento eu era toda dor.
Tudo era melodiosamente melancólico.
As lágrimas desencatavam...
Sim, era "Bandolins" que tocava ao fundo...
Nostalgia! Só nostalgia.
Medo.
Naquele dia eu só desaguei as decepções, os chutes, os tapas.
Era banho que eu tomava...
Era da incompreensão que eu me despedia.
Eram as sujeiras que me indignavam.
E como a música dizia:
Eu valsava só pela madruga...
Me julgava amada.

Um comentário:

  1. O que dizer?

    perfeito !!! gosto como você escreve
    um beijo.

    ResponderExcluir