terça-feira, setembro 28, 2010

Como folhas...

Os dias têm sido difíceis. Muita coisa lá fora me apavora.
Um turbilhão de outras coisas me inunda aqui dentro.
Sou um pouco do reflexo disso tudo, dessas tensões insones.
A minha imediatez deseja romper essa cadência lenta do agora.
Desse tempo vivido na interioridade dos pensamentos, na exterioridade das expressões.
O certo é que somos como folhas...
Simplesmente voamos, nos dispersamos por entre as sendas.
Somos grandes angústias em nossa fala e em nossos olhos, mas somos também tomados de tons e brilhos únicos!
Alguém ao fundo indaga se podemos transformar nosso destino...
Eu penso apenas que podemos ser mais ou menos do que nele está prescrito...
Porque somos como folhas: nascemos para nos espalhar!

2 comentários:

  1. Adorei! Ficou ótimo. Já está colecionado!

    Isaac

    ResponderExcluir
  2. Obrigada Isaac!
    Beijos!

    ResponderExcluir